7 de agosto de 2009

+ Envelhecimento


Na mesma revista com a entrevista de Antunes Filho falando sobre o envelhecer, saíram também comentários da escritora Lygia Fagundes Telles e Elza Soares, que aparentemente discrepantes, revelam que o tema perpassa todos nós.
Elza Soares fala sobre o seu maior inimigo (o espelho): "Eu olho, vejo aquele estado de calamidade pública, corro para o médico e já vou me deitando". Diz repetidamente: "My name is now". O tempo se faz no agora.

Já Lygia comenta: "Não concordo com esse pavor da mulher com o envelhecimento. Não gosto de envelhecer, não tem nenhuma compensação, mas para você não envelhecer tem de morrer jovem; eu não queria morrer jovem. É uma questão da vida, não adianta arrancar os cabelos. É preciso cumprir a trajetória que me foi destinada até o meu fim".
Ela ainda cita Olavo Bilac num tom hilariante: "Imortal é quem não tem onde cair morto"!

Citações retiradas da revista Serafina 26.07.2009

Um comentário:

1ª JORNADA HOLÍSTICA DO NORTE disse...

Perfeita a colocação da Ligia Fagundes Teles.Perfeita postagem Natalia. Parabens!